Arbitragem na Esgrima – A Julgar Ataques

Na esgrima elétrica, temos apenas um árbitro auxiliado pelo equipamento que acusa os toques. Tradicionalmente, era um árbitro e 4 auxiliares que procediam à sinalização dos toques, o que ainda hoje pode ocorrer. O sabre e o florete são as armas mais difíceis de sinalizar toques, precisando o árbitro e os assistentes de prestar uma atenção-extra, pois por vezes tudo acontece muito rapidamente. O árbitro continua a observar o jogo e a zelar pelo cumprimento das regras, seja na esgrima elétrica, seja no combate mudo ou não elétrico. A única diferença reside no uso de sensores que facilitam a sinalização dos toques. Um árbitro tem de:

  • Dirigir o combate;
  • Conhecer as regras das três armas, de acordo com o regulamento da FIE;
  • Verificar o material, as vestimentas e a segurança;
  • Supervisionar os assistentes, quando existam;
  • Chamar os esgrimistas em pista;
  • Manter a ordem;
  • Sancionar faltas;
  • Outorgar os toques.

É muito importante aRefereeing in fencing participação do árbitro, pois um bom árbitro conseguirá um bom espetáculo, deixando os contendentes atingirem todo o seu potencial sem interferir em demasia, e especialmente não deverá atribuir toques injustos. Daí ser necessária a máxima atenção e o conhecimento das regras e das armas.

No florete, a ponta deverá atingir o tronco. Na espada, o toque com a ponta da arma vale em qualquer parte do corpo. Com o sabre, sendo uma arma de corte, valem golpes com qualquer parte da arma, podendo esta acertar no tronco, na cabeça ou nos braços. Os toques simultâneos são outra das vertentes com que ter máximo cuidado aquando de qualquer decisão, dada a velocidade por vezes atingida. Com a esgrima elétrica, será mais fácil qualquer decisão.

A própria evolução já chegou até aqui: os sensores são cada vez melhores, o fio tem vindo a ser substituído por transmissores de tipo controlo remoto, permitindo uma maior mobilidade e até a introdução do Wi-fi e da Internet possibilita uma observação pelo directório técnico, permitindo a observação do que está a acontecer em tempo real.